Nossa Visão

Nós acreditamos que Qualidade de Vida começa quando todas as necessidades básicas das pessoas são atendidas, por isso os colaboradores da Sodexo, nos Estados Unidos, criaram o Stop Hunger em 1996.

Os colaboradores da Sodexo da cidade americana de Boston descobriram que algumas crianças não conseguiam ter uma alimentação nutritiva, pois as cantinas escolares não funcionavam durante as férias de verão. Por causa disso, eles decidiram, por conta própria, servir refeições gratuitas nos bairros mais pobres da cidade. E assim nasceu o Stop Hunger.

O Stop Hunger, atualmente, é uma liderança no combate à fome e má nutrição. Ele é uma instituição independente que atua dentro do ecossistema da Sodexo – colaboradores, clientes, consumidores, fornecedores e acionistas – conduzindo ações nos 80 países em que a empresa atua.

No Brasil, iniciativas Stop Hunger são realizadas desde 2003. Com o crescimento das ações, do estímulo ao voluntariado e das parcerias em prol do desenvolvimento das comunidades locais, constitui-se o Instituto Stop Hunger em 2015, a fim de fortalecer a causa STOP Hunger no país e melhorar a qualidade de vida das pessoas.

 

PARCERIAS

Instituições Beneficentes

Confira aqui a relação de instituições que são impactadas por uma ou mais iniciativas STOP Hunger no Brasil.

Parceiros Locais

Somos mais fortes quando estamos juntos, por isso, nossas parcerias são fundamentais para alcançarmos nossas conquistas.

  logo_unesp.png        logo_alana.png

Parceiros Internacionais

O Stop Hunger, organização criada pela Sodexo para lutar contra a fome e a má nutrição ao redor do mundo, e o World Food Programme (WFP), a maior agência humanitária a lutar contra a fome, assinaram um acordo de 3 anos de parceria para trabalharem juntos para um mundo sem fome.  Através dessa parceria, o Stop Hunger vai ajudar o WFP a reforçar seu Programa de Alimentação Escolar, que alimenta 20 milhões de alunos em mais de 60 países ao redor do mundo – muitas vezes em áreas de difícil de acesso e com taxas altas de desnutrição crônica.

wfp-large.jpg

  •